Home

Os indicadores econômicos do Rio Grande do Norte no primeiro mês de 2022 apresentaram avanço em relação ao mesmo período do ano passado. 

O ritmo de vendas nas atividades ligadas à comercialização de mercadorias teve um crescimento de 19,3% em relação a janeiro do ano passado, atingindo um volume médio diário de R$ 363,24 milhões no mês, enquanto, em janeiro de 2021, esse volume foi de R$ 304,48 milhões. 

Em comparação com dezembro, houve uma redução nominal de 11,8%, muito em função da sazonalidade, já que dezembro tradicionalmente é um período de alta e pico de vendas. A arrecadação de tributos também registrou crescimento.

No primeiro mês do ano, os setores produtivos efetivaram uma média de 1,03 milhão de operações de vendas por dia, totalizando cerca de 30,9 bilhões de transações comerciais durante o mês. Com isso, a média de vendas diárias em janeiro foi 8,5% maior que a média verificada em igual período do ano passado.

Os números foram divulgados, nesta terça-feira (15), pela Secretaria Estadual de Tributação (SET-RN) e integram a 27ª edição do Boletim de Atividades Econômicas do RN, que traz os indicadores econômicos do Rio Grande do Norte no primeiro mês do ano.  
O informativo já está disponível para consulta ou download no site www.set.rn.gov.br/.

O maior aquecimento foi constatado na indústria extrativista, que obteve um aumento no volume de vendas da ordem de 28,4%, com faturamento mensal de R$ 11,1 milhões. Em janeiro do ano passado, o montante vendido havia sido de R$ 8,6 milhões. 

A indústria de transformação foi o segundo setor com melhor desempenho de vendas no comparativo com o mesmo intervalo de 2021. 

As empresas ligadas ao setor industrial deram um salto no faturamento de R$ 39 milhões, em janeiro de 2021, para R$ 46,7 milhões no primeiro mês deste ano, o que representa um aumento de 19,8%.

Poste um comentário

comente aqui..

Anúncio Publicitário

Banner

Anúncio Publicitário

header ads