Home

Apesar de ter esfriado um pouco a pressão por reajustes salariais, o governo tem discutido a possibilidade de fazer um aumento linear (para todos os servidores) da ordem de R$ 400. Uma das alternativas seria fazer isso por meio de reforço no vale-refeição, mas há uma discussão jurídica sobre se nesse caso demandaria compensação. Por isso, o caminho de um reajuste no salário-base ganhou força.

A informação é do Portal Jota Info

Para os servidores de renda maior, esse valor é pequeno, mas para boa parte dos funcionários, que ganha entre R$ 4 mil e R$ 6 mil mensais, não é um valor desprezível, praticamente recompondo a inflação do ano passado.

A hipótese de aumento linear ganhou força a partir de recados informais do Supremo Tribunal Federal (STF) ao governo, mostrando crítica à ideia de reajustes apenas para algumas categorias, como policiais, hipótese inicialmente defendida pelo presidente Jair Bolsonaro.

No próprio governo muitos defendem que essa estratégia de reajuste só para policiais é pior porque agita outras categorias, tornando a pressão mais difícil de ser contida.

O sonho da equipe econômica é não dar qualquer reajuste e usar os R$ 1,7 bilhão reservados para isso para despesas mais eficientes, reforçando dotações que ficaram insuficientes no orçamento aprovado pelo Congresso e sancionado pelo governo.

Poste um comentário

comente aqui..

Anúncio Publicitário

Banner