Home

Órgão informa que fiscais não ligam ou mandam mensagem avisando sobre fiscalizações e não pedem transferências bancárias


Comerciantes, proprietários de instituições de longa permanência (Ilpis) e outros locais que são fiscalizados pela Vigilância Sanitária de São Gonçalo devem ficar atentos. Estelionatários estão usando a foto de um fiscal da Vigilância Sanitária do Estado em um número de WhatsApp particular e extorquindo as vítimas passando-se por fiscal do órgão municipal.

O diretor da Vigilância Sanitária, ligada à Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil, Marcelo Lima, orienta os responsáveis que estão recebendo as mensagens e ligações que não façam qualquer tipo de transferência bancária.

“A Vigilância Sanitária de São Gonçalo não liga e não manda mensagem pedindo dinheiro para não realizar as fiscalizações. Isso é golpe. Não caiam. A Vigilância também não avisa se haverá fiscalização”, disse o diretor.

Durante as fiscalizações, os fiscais estão devidamente uniformizados com colete da Vigilância Sanitária e crachás.

“Qualquer comerciante ou responsável por instituições devem pedir a identificação do funcionário para autorizar a entrada nos estabelecimentos. Também orientamos que as vítimas do golpe do WhatsApp realizem um registro de ocorrência na delegacia para que os policiais possam investigar e identificar os autores”, finalizou Marcelo Lima.

Para tirar dúvidas ou avisar a Vigilância Sanitária sobre os golpes, os proprietários podem ligar para (21) 3195-5198, ramais 1005 e 1113.

Autor: Ascom
Fonte: Ascom

Poste um comentário

comente aqui..

Anúncio Publicitário

Banner