sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Ministro nega revogação de prisão preventiva do ex-deputado Luiz Argolo

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), indeferiu pedido de liminar por meio do qual a defesa do ex-deputado federal da Bahia Luiz Argolo pedia sua soltura. 
Condenado à pena de 11 anos e 11 meses de reclusão, em regime inicialmente fechado, pela prática dos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, o ex-parlamentar foi investigado no âmbito da operação Lava-Jato e está preso preventivamente desde 1º de abril de 2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário