terça-feira, 12 de abril de 2016

Temer, para ler, ouvir e não temer

Primeiro a carta. Agora, em mensagem de quase 15 minutos, "que não sei quem vazou", Michel Temer comemora o resultado "expressivo" da votação do impeachment que vai acontecer dia 17.

Marketing puro
Abstraindo-se o lado maquiavélico - de um vice-presidente eleito a reboque conspirar contra a cabeça da chapa - o fato é que foi um golpe de marketing perfeito. 
Sobre a carta, outro dia já comentamos que o distanciamento do momento nos permite analisar que foi perfeita, pois atingiu seus objetivos, informando a todos que ali havia uma possibilidade de composição. Com isso, Temer criou ao seu redor uma vis attractiva dos descontentes. 
O áudio agora, vazado propositadamente (não há amadores nesse negócio), vem quase no mesmo sentido. Cada trecho da fala tem um endereço certo. E não se trata de comentários feitos sem base. As recentes pesquisas divulgadas eram as quantitativas. Já as qualitativas foram analisadas por seus experientes cientistas políticos, e depuradas de modo que cada frase foi dita para amainar a preocupação de um setor. Reveja trecho por trecho e perceba que há ciência por trás do aparente ato falho.
fonte:Migalhas

Nenhum comentário:

Postar um comentário