terça-feira, 28 de março de 2017

Como a Reforma da Previdência vai impactar nas economias dos municípios

Para reflexão!!!!

"Para diferentes especialistas consultados, não faz sentido falar em volta do crescimento com diminuição do poder de compra da população. 'O maior patrimônio do País são os 205 milhões de brasileiros. É um mercado interno poderoso, principalmente num momento de crise como o de agora, no qual há retração da economia mundial', observa Tereza Campello, ex-ministra do Desenvolvimento Social de Dilma. 'Achatar o salário mínimo, cortar aposentadorias e benefícios do BPC significa destruir o mercado doméstico.'

Um estudo liderado pelo economista Marcelo Neri, ex-presidente do Ipea, divulgado em 2013, por ocasião do aniversário de dez anos do Bolsa Família, revelou os efeitos macroeconômicos das transferências da Previdência e Assistência Social. Para cada real investido na Previdência em 2009, 65 centavos retornavam à economia pelo consumo das famílias, e pouco mais de 50 centavos eram incorporados ao PIB. No caso do BPC, que contempla os idosos mais pobres, o efeito multiplicador era maior. Para cada real transferido, agregava-se 1,32 real no consumo final e 1,19 real ao PIB nacional".

(Miguel Martins e Rodrigo Martins, O ilusionismo das planilhas, CartaCapital 944)

Nenhum comentário:

Postar um comentário