quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Governo brasileiro dará asilo político imediato à ex-procurador venezuelana, diz Nunes

O ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, disse que o governo brasileiro dará autorização imediata a um pedido de asilo político caso a ex-procuradora-geral da Venezuela, Luisa Ortega, solicite-o. Ela está no Brasil e teve seu pedido de prisão decretado na Venezuela pelo presidente Nicólas Maduro.

Segundo Nunes, a ex-procuradora relatou que pretende ficar no continente sul-americano, mas ainda não decidiu onde, nem pelo pedido de asilo.

Luisa Ortega é casada há 18 anos com o deputado venezuelano, Germán Ferrer, e tornou-se a opositora mais atuante nos últimos meses, principalmente pelas criticas à violência da polícia do seu país, que matou 145 estudantes que participaram de protestos contra o governo Maduro, em Caracas e outras cidades do país. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário