Prefeitura do Natal

sexta-feira, 6 de abril de 2018

Novos procuradores de Justiça do RN são empossados

Seis promotores de Justiça foram empossados no cargo de procurador de Justiça na manhã desta sexta-feira (6), em solenidade realizada na Procuradoria-Geral de Justiça do Rio Grande do Norte.

Eles foram escolhidos em votação do Conselho Superior do Ministério Público do Rio Grande do Norte (CSMP/RN), durante sessão extraordinária do Egrégio Colégio de Procuradores de Justiça (CPJ), realizada na última terça-feira (3).

Com a posse, o CPJ passa a contar com 17 procuradores de Justiça.

A primeira sessão com a presença dos novos procuradores de Justiça já tem data marcada e será realizada na próxima quinta-feira (12).



Conheça os novos Procuradores de Justiça
 
Carlos Sérgio Tinoco
58 anos
Ano de ingresso no MPRN: 1988
Tendo com última titularidade a 20ª Promotoria de Justiça de Natal, na área criminal, teve também uma atuação de destaque em comarcas do interior do estado, especialmente no Tribunal do Júri na cidade de Alexandria.
“A promoção é uma satisfação pessoal e uma forma de homenagear meu pai, procurador de Justiça aposentado, que sempre manifestou o desejo que eu viesse a atingir o último degrau da carreira do MPRN. E, nesta nova fase, espero desempenhar minhas atribuições da melhor forma possível”.
 
Fernando Batista Vasconcelos
52 anos
Ano de ingresso no MPRN: 1990
Ex-Procurador-Geral de Justiça, e atual presidente da Ampern, atuou em diversas Promotorias de Justiça da capital e do interior, além de ter exercido funções administrativas na Coordenadoria Jurídica Administrativa e no Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça Criminais. Na área acadêmica, possui duas especializações: Investigação, Constituição e Direito de Defesa e Especialização Institucional em Docência no Ensino Superior.
“Muito me honra, após 27 anos de dedicação ao MPRN, poder chegar ao ápice da carreira. Darei o meu melhor para contribuir para o engrandecimento e avanços institucionais no Colégio de Procuradores, bem como procurarei defender, na Segunda Instância, as teses do Ministério Público, sobretudo aquelas relacionadas aos direitos coletivos e difusos e a defesa dos hipossuficientes. O Gabinete estará sempre aberto aos colegas promotores de Justiça que queiram debater e dialogar sobre suas teses recursais”.
 
Jorge Augusto de Macedo Tonel
59 anos
Ano de ingresso no MPRN: 1986
Com atuação destacada frente à 3ª Promotoria de Justiça de Natal, com especialidade na área criminal, ganhou notoriedade por seu trabalho no julgamento dos policiais presos na opreção novos rumos, que desmontou esquema de corrupção dentro do 9º Batalhão de Polícia Militar em Natal.
 
José Alves da Silva
53 anos
Ano de ingresso no MPRN: 1994
Pós-graduação em Direito de família e sucessões, José Alves vinha aplicando seus conhecimentos à frente da 14ª Promotoria de Justiça de Natal, especializada em Sucessões e Registros Públicos. Teve, certamente, como maior destaque de sua atuação no Ministério Público o desempenho do cargo de procurador-geral de Justiça no biênio 2005 a 2007, período em que empreendeu a inauguração da atual sede da Procuradoria-Geral de Justiça e diversas sedes espalhadas pelo interiro do Estado.
“Espero que todos os colegas, assim com têm feito ao longo da carreira, continuem colaborando para o aprimoramento do MPRN sempre visando alcançar uma sociedade mais justa e solidária”.
 
Naide Maria Pinheiro
44 anos
Ano de ingresso no MPRN: 1997
Com mestrado em Direito Constitucional pela UFRN, sua atuação nos últimos anos foi focada na defesa dos idosos e das pessoas com deficiência. No ano de 2006, venceu o Prêmio Innovar, na categoria Ministério Público, pelo projeto “Ministério Público em defesa do direito à educação das pessoas com deficiência”, que identificava crianças e adolescentes com deficiência fora do ambiente escolar e providenciava a inclusão dessas pessoas.
“Espero continuar honrando o nome do MPRN e lutando pela efetivação da Justiça, sempre numa perspectiva da razoabilidade”.
 
Rossana Mary Sudário 
61 anos
Ano de ingresso no MPRN: 1986
Com atuação marcada pela intensa e aguerrida defesa dos animais, enquanto promotora de Justiça ganhou notoriedade na sociedade e na imprensa à frente de uma das Promotorias de Justiça de Defesa do Meio Ambiente de Natal.
“Minha perspectiva é contribuir para o aprimoramento da atuação do Ministério Público, refletindo conjuntamente com os colegas da segunda instância como podemos contribuir para um mundo melhor. Como promotora de Justiça eu sempre busquei refletir com todos sobre nossa contribuição, enquanto indivíduos, para as mudanças que possam transformar nossa sociedade. Para que ela seja inclusiva para todos os seres sencientes do planeta. Agora, como procuradora de Justiça, espero ampliar o leque de possibilidades nessa busca. Pretendo ser um canal para trazer esse novo mundo que sempre busquei até os colegas que podem dar efetividade a esse sonho”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário