Home

GOVERNO DO RN
A postura radical do deputado Pastor Marco Feliciano (PSC-SP) de permanecer na presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal está expondo o partido à mídia negativa em todo o país.
Vários militantes em direitos humanos, em diversas regiões, já se pronunciaram contrários à presença do pastor na CDH. Mesmo com a solicitação do presidente Henrique Alves que declarou estar "insustentável" a permanência de Feliciano na Comissão, o parlamentar insiste em não sair.
Aqui no RN, o PSC que é presidido por Carlos Alberto de Sousa Rosado Segundo, não se pronunciou sobre a posição de seu companheiro de partido.
Já no diretório nacional...tudo anda às mil maravilhas. "Conseguimos vencer uma barreira e mostramos que democracia é isso. Um parlamentar precisa ser respeitado, como todo ser humano precisa ser respeitado”, disse Feliciano achando que os protestos cessaram.

Poste um comentário

comente aqui..