Home

GOVERNO DO RN
Uma comissão que investiga os saques de propriedades de holandeses durante o período nazista afirmou nesta terça-feira ter identificado como produto de saque mais de 100 obras de arte, incluindo dois retratos do século 17 e oito outras pinturas pertencentes ao famoso Rijksmuseum, de Amsterdã.

De um total de 139 peças, 61 puderam ser ligadas a seus proprietários originais, na maioria judeus, disse o chefe da comissão que realizou o levantamento, Rudi Ekkart.

Poste um comentário

comente aqui..