Home

GOVERNO DO RN
Na véspera do aniversário de 50 anos do assassinato do ex-presidente americano John Kennedy, vários veículos da imprensa internacional relembram episódios daquele fatídico 22 de novembro de 1963, em Dallas, EUA.
Nesse contexto, aparece a figura de Silvia Durán, mexicana, hoje com 76 anos.
Naquela época, Silvia teria deixado seu emprego no consulado cubano na Cidade do México, pouco depois de sua prisão pelas forças de segurança mexicanas, devido ao seu suposto envolvimento com Lee Harvey Oswald, o homem que diz a história oficial ser o assassino de John F. Kennedy e, de acordo com várias fontes, seu amante. 
Silvia, que hoje vive na Cidade do México, continua a negar ter tido encontros sexuais com Oswald, porque simplesmente não era "atraente".
Quem desejar se aprofundar mais sobre o assassinato de John Kennedy e seus bastidores, uma sugestão é o livro de Philip Shenon, Anatomia de um Assassinato.
Preço: R$64,50

Poste um comentário

comente aqui..