Home

GOVERNO DO RN

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) solicitou informações ao Conselho Nacional de Justiça sobre a regularidade da substituição de magistrado da Vara de Execuções Criminais de Brasília, Ademar de Vasconcelos, que teria sido afastado do processo do mensalão - AP 470.
Em nota publicada ontem, o Conselho Pleno da OAB indaga ao Conselho nacional de Justiça (CNJ), sobre a regularidade da substituição.
Segundo a Agência Estado, também a Associação dos Juízes para a Democracia divulgou nota sobre o caso: "Inaceitável a subtração de jurisdição depositada em um magistrado ou a realização de qualquer manobra para que um processo seja julgado por este ou aquele juiz. O povo não aceita mais o coronelismo no Judiciário", afirmou a entidade. 

Poste um comentário

comente aqui..