Home

GOVERNO DO RN
O ex-beatle Paul McCartney escreveu ao presidente da Rússia, Vladmir Putin, pedindo pela libertação dos ativistas do GreenPeace presos naquele país, inclusive pela brasileira Ana Paula Maciel, detida desde setembro após participar de protesto em uma plataforma de petróleo no Ártico. Veja abaixo a íntegra da carta de Paul.

14 de outubro de 2013 
Caro Vladimir, 
Espero que esta carta o encontre bem. 
Hoje, após mais de dez anos desde que eu toquei na Praça Vermelha, ainda penso frequentemente sobre a Rússia e seu povo.
Estou escrevendo para você sobre os 28 ativistas do Greenpeace e dois jornalistas detidos em Murmansk . Eu espero que você não se oponha a discutir o caso.
Eu ouço dos meus amigos russos que os manifestantes estão sendo tratados em alguns setores como sendo anti- russos, que eles estavam sob orientação dos governos ocidentais, e que ameaçaram a segurança das pessoas que trabalham na plataforma de petróleo do Ártico.
Estou escrevendo para garantir que o Greenpeace não é, certamente, uma organização anti- russa. Na minha experiência, eles provocam todos os governos! E eles nunca receberam dinheiro de nenhum governo ou corporação em qualquer lugar do mundo.
Além do mais, eles são pacíficos . Na minha experiência, a não-violência é uma parte essencial deles.
Lembro que você mesmo disse que eles não são piratas - bem, isso é algo que todo mundo pode concordar. Tão importante quanto isso, eles não pensam que estão acima da lei. Eles dizem que estão dispostos a responder por aquilo que realmente fizeram, então poderia haver uma maneira de sair dessa, que beneficiaria a todos?
Vladimir, milhões de pessoas em dezenas de países seriam gratos se você intervisse para pôr fim a este caso. Eu entendo, claro, que os tribunais russos e a Presidência da Rússia são separados. No entanto, eu me pergunto se você pode ser capaz de usar qualquer influência que tenha para reunir os detentos com suas famílias? 
Quarenta e cinco anos atrás, eu escrevi uma canção sobre a Rússia para o Álbum Branco, quando não era moda para os ingleses dizer coisas boas sobre seu país. Essa música tinha uma das minhas frases favoritas dos Beatles: "Já estive longe por tanto tempo que eu mal conhecia o lugar, caramba, é bom estar de volta em casa".
Você poderia fazer isso se tornar realidade para os prisioneiros do Greenpeace?
Espero que, quando nossas agendas permitirem, possamos nos encontrar novamente em Moscou.
Atenciosamente, 
Paul McCartney

Poste um comentário

comente aqui..