Home

GOVERNO DO RN
Cerca de 1.500 obras de arte confiscadas pelo regime nazista foram encontradas em uma residência de Munique, na Alemanha, informou a imprensa local. Segundo os jornais, as obras são avaliadas em mais de 1 bilhão de euros (R$3 bilhões). Entre os quadros encontrados, há pinturas de Pablo Picasso, Renoir, Henri Matisse e Marc Chagall.
    Especialistas acreditavam que todo esse acervo havia se perdido ou tivesse sido destruído durante bombardeios. 

 As peças foram confiscadas pelo regime nazista durante a Segunda Guerra Mundial e chegaram às mãos do historiador de arte Hildebrand Gurlit. Posteriormente, os quadros passaram a seu filho Cornelius Gurlitt. 

 Em setembro de 2010, a polícia alemã interceptou Cornelius durante uma viagem de trem entre a Alemanha e a Suíça, e chegou até o proprietário das obras. No ano seguinte, começaram as operações de busca pelos quadros, encontrados somente agora, atrás de um armário no apartamento da família Gurlit. (ANSA)

Poste um comentário

comente aqui..