Home

GOVERNO DO RN
Novos tempos na Rússia.
Após a libertação dos ativistas do Greenpeace e do Magnata Mikhail Khodorkovsky, o presidente Vladimir Putin concedeu nesta segunda-feira o perdão à feminista e líder da banda de rock Pussy Riot, Maria Alyokhina, que na foto caminha livre da prisão meses antes da sua libertação prevista para março.
Alyokhina, junto com a companheira Nadezhda Tolokonnikova, foram presas por "hooliganismo" (comportamento destrutivo) em 2012 durante a realização de uma "oração punk" em uma catedral de Moscou, em protesto contra a relação de Putin com a Igreja Ortodoxa Russa.  
A libertação de Tolokonnikova está prevista para o final desta semana, segundo a AP.
Leia também:

Poste um comentário

comente aqui..