Home

GOVERNO DO RN
Presidente do Barcelona, Sandro Rosell, e Neymar da Silva
O jornal espanhol El Pais noticiou que  a promotoria do Superior Tribunal de Justiça pediu ao juiz Pablo Ruz que aceite a denúncia apresentada contra o presidente do Barça, Sandro Rosell, para analisar o contrato do atacante brasileiro Neymar da Silva Santos com  o time espanhol. 
Os promotores acreditam que há evidências de que os contratos firmados entre o clube e o craque brasileiro "não estão conforme indicados" tratando-se me alguns casos de "simulados ou alterando sua finalidade", podendo se constituir em "crime de apropriação indébita". 
A promotoria pede ao juiz que solicite a cópia do contrato do jogador junto à FIFA. 
No processo é questionado o contrato do Barca com o jogador feito por €57.100.000, repartidos da seguinte forma: 17,1 milhões para o Santos, ex-clube de Neymar, e 40 milhões para a N & N de propriedade do pai de Neymar. Além disso, constam 7,9 milhões de Euros por um acordo sobre três jogadores brasileiros e mais 9 milhões por dois amistosos. 
Segundo Jordi Cases, da Promotoria, o destino dos 40 milhões pagos ao jogador é desconhecido.

Poste um comentário

comente aqui..