Home

GOVERNO DO RN
Pacientes italianos que esperam pela oportunidade de cura de seus males estão protestando contra as sanções governamentais impostas à Stamina Foundation, empresa que trabalha com a terapia de células tronco, interrompendo suas atividades desde agosto de 2012.
Segundo a Revista Nature, uma série de documentos contundentes expõem profundas preocupações sobre a segurança e eficácia da terapia com células-tronco promovida pela Stamina. Retenção de documentos e exageros nos sucessos em seus tratamentos, são alguns dos questionamentos.
Já a Stamina, que tem sede em Brescia, afirma que tratou com sucesso mais de 80 pacientes, a maioria crianças, para uma ampla gama de doenças, que vai desde o Mal de Parkinson à distrofia muscular.
Em dezembro passado, o ministro da Saúde Beatrice Lorenzin nomeou uma comissão e vai reanalisar a possibilidade de liberação do ensaio clínico.

Poste um comentário

comente aqui..