Home

GOVERNO DO RN
Casos Jordi, sócio do Barcelona que entrou com processo junto ao Supremo Tribunal da Espanha para saber a razão do clube pagar 40 milhões de euros para a empresa formada pelo pai e a mãe do jogador brasileiro Neymar, disse que pode retirar a queixa ainda hoje.
Segundo o Jornal El Pais, Jordi só provocou o tribunal porque não obteve resposta de uma solicitação anterior. "Eu não gosto de ser usado para ir contra a Catalunha e o Barcelona", disse ele confirmando que poderia tomar a decisão de retirar a queixa ainda esta manhã e continuar a lamentar que ninguém no clube quis ouvi-lo quando pediu explicações.
Leia também:
Crise no Barcelona: Presidente do clube se demite depois que contrato de Neymar é questionado
Promotoria espanhola questiona contrato de Neymar com o Barcelona

Poste um comentário

comente aqui..