Home

GOVERNO DO RN
O CEO da Lufthansa, Carsten Spohr, afirmou nesta quinta-feira (26) que o acidente com a companhia de baixo custo Germanwings - que pertence à empresa alemã - foi causado "de propósito".
"O voo foi levado ao impacto conscientemente. Estamos chocados, comovidos e fomos muito atingidos. Não achávamos que a coisa poderia ser ainda pior", disse Spohr.
Segundo ele, "não é possível excluir casos assim, mesmo com todas as medidas de segurança do mundo". Ele evitou utilizar as palavras suicídio e atentado terrorista e pediu que as investigações sejam levadas até o final.
Sobre Lubitz, o CEO informou que o copiloto começou seus treinamentos na Germanwings em 2008 e, há seis anos, interrompeu-o por um período longo. "Quando ele retornou, foram repetidos todos os testes que fazemos normalmente", destacou.
O representante da companhia aérea contou que Lubitz tinha superado "brilhantemente" todos os testes médicos, mas que a empresa não faz testes psicológicos com os seus funcionários. Dizendo que a Lufthansa tem "os melhores pilotos do mundo" e que não vê motivos para "mudar os procedimentos" na companhia.
Sobre os familiares das vítimas, Spohr destacou que a empresa irá providenciar um suporte financeiro "generoso" pela tragédia. A queda do voo, que ia de Barcelona para Dusseldorf, matou 150 pessoas. (ANSA)

Poste um comentário

comente aqui..