quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

PGR aponta suspeita de propina que envolve Kassab e Robinson Faria

Resultado de imagem para kassab e robinson faria
Em documento enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, disse que há suspeitas de que executivos do frigorífico JBS repassaram R$ 58 milhões ao ministro da Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab, e ao PSD, partido fundado por ele.
As suspeitas embasaram os mandados de busca e apreensão cumpridos pela Polícia Federal nesta quarta-feira (19), autorizados pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal.
Por outro lado, Raquel Dodge também destaca que os delatores narraram em depoimentos que Kassab teria vendido apoio político do PSD à campanha da ex-presidente Dilma Rousseff à reeleição em 2014. O valor foi repassado ao diretório nacional do partido, e tinha como destino as campanhas políticas do governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria, e de seu filho, o deputado federal Fábio Faria.
A defesa
Em nota ao G1, o advogado de Robinson Faria disse que nenhum endereço do governador foi alvo de busca e apreensão nesta quarta-feira. "Com relação à investigação sobre doações da JBS, segue a tramitação do procedimento para apuração de possível crime eleitoral, conforme determinado pelo STF. Registro, finalmente, que Robinson Faria tem 32 anos de vida pública, tendo pautado sua carreira pela ética e correção", diz a nota, assinada por José Luis Oliveira Lima.
Com informações do G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário