sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

Antecipação do curso de Medicina é barrada pela justiça

Resultado de imagem para estudantes medicina
Mais Médicos
O desembargador Amaury Moura suspendeu liminar deferida pela 1ª Vara da Fazenda Pública de Mossoró que determinou à Universidade do Estado do RN (UERN) a abreviação do curso de Medicina, a quatro estudantes, para que pudessem participar do “Programa Mais Médicos para o Brasil”. 
“Parece-me razoável afirmar-se que qualquer profissional somente pode ingressar no mercado de trabalho quando demonstrar aptidão para tanto”, comentou na sentença o magistrado.
Tem sentido!
Tribuna do Norte, 18 de dezembro

Nenhum comentário:

Postar um comentário