terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Proposta do governo de pagar dentro do mês pode valer só até abertura do OGE

Resultado de imagem para saúde em greve rn
Confiança 
A proposta do governo apresentada ontem ao Fórum dos Servidores de pagar janeiro e fevereiro dentro do mês, não dando prazo para salários em atraso, justifica-se pelo fato do Orçamento do Estado estar fechado. A partir de março vindouro a coisa começa a pegar. Nesse mês, o caixa do governo fica aberto para faturas que são necessárias ao bom andamento da máquina estatal. A coisa pode complicar a partir daí.

Soluções
O governo quer vender a conta mil. Mas, tem obstáculos. O BB, atual detentor da conta, já é credor do estado em R$ 80 milhões. Se vender, o banco abocanha parte do recurso. Portanto, a negociação fica complicada. Só a Caixa Econômica e o Bradesco tem condições de competir. 

Querido Royalties 
Uma outra alternativa, a antecipação de royalties já levou sonoros “nãos” do Ministério Público e do Tribunal de Justiça. Aliás, os royalties servirão para quitar décimo.
Tribuna do Norte, 08 de dezembro

Nenhum comentário:

Postar um comentário