quinta-feira, 25 de julho de 2019

"Perderam tempo comigo", diz Bolsonaro sobre ação de hackers

O presidente Jair Bolsonaro, que está em Manaus, respondendo pergunta de jornalistas sobre o grampo clandestino ao seu celular, disse que não conversa por telefone assuntos sigilosos.

"Eu achar que meu telefone não estava sendo monitorado por alguém seria muita infantilidade. Não apenas por eu ser capitão do Exército, conhecedor da questão da inteligência. Sempre tomei cuidado nas informações estratégicas, essas não são passadas via telefone. Então, não estou nenhum um pouco preocupado se porventura algo vazar aqui no meu telefone. Não vão encontrar nada que comprometa. [...]. Perderam tempo comigo", declarou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário