sexta-feira, 12 de julho de 2019

Regras mais suaves para policiais


Deu certo a pressão dos policiais sobre o PSL, sobre o presidente Jair Bolsonaro e sobre a bancada da bala!
Em destaque aprovado na madrugada, a Câmara suavizou a aposentadoria de carreiras policiais — policiais federais, policiais rodoviários federais, policiais civis do Distrito Federal, policiais legislativos e agentes penitenciários e socioeducativos.
A emenda, aprovada por 467 votos contra 15, permite a esses policiais se aposentar a partir dos 52 anos, no caso de mulheres, e 53 se homens. Eles são obrigados a pagar pedágio de 100% para alcançar o benefício. Ou seja, quem tem mais dois anos para se aposentar terá de trabalhar por quatro.
O texto-base aprovado na quarta-feira (10) estabelecia 55 anos para policiais homens e mulheres. Essa será a idade mínima de aposentadoria para quem ainda vai ingressar nas carreiras policiais.
Entre os destaques aprovados, há concessões para mulheres, viúvas pensionistas e até para os homens.
Ainda não temos o cálculo de quanto essa desidratação, na votação de todos os destaques, reduzirá a economia da reforma da Previdência estimada pelo Ministério da Economia.
Os parlamentares voltam a discutir outras mudanças na reforma hoje. Na segunda, atualizo por aqui os principais pontos para você.
Boa sexta e aproveite o fim de semana!
Diego Iraheta
Editor Chefe HuffPost Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário