quinta-feira, 5 de setembro de 2019

Luz da Infância: PF cumpre mandados de busca e apreensão no RN

A Polícia Federal do RN participou ontem (4/9), da 5ª fase da Operação Luz na Infância, deflagrada sob a coordenação do Ministério da Justiça e Segurança Pública - MJSP, com o objetivo de identificar autores de crimes de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes praticados na internet.

A Operação policial realizada é parte de uma ação integrada e simultânea de forças policiais, nacionais e estrangeiras, destinada à repressão do abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes praticados na internet, cujos países participantes são: Argentina, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, Panamá, Paraguai, Estados Unidos e Brasil.

No RN, a PF cumpriu dois mandados de busca e apreensão, sendo um na Cidade Satélite, em Natal, e o outro em Extremoz, na Região Metropolitana, ocasião em que foram apreendidos HD’s que serão agora submetidos à perícia em buscas dos ilícitos suspeitos.

No Brasil, a pena para quem armazena arquivos pornográficos envolvendo crianças e adolescentes varia de 1 a 4 anos de prisão; de 3 a 6 anos de prisão por compartilhar e de 4 a 8 anos de prisão por produzir conteúdo relacionado aos crimes de exploração sexual.

A operação de hoje foi coordenada a partir do Centro Integrado de Comando e Controle Nacional – CICCN, em Brasília/DF.


OUTRAS FASES
A Operação Luz na Infância está na sua quinta fase. Os resultados das anteriores foram os seguintes:

LUZ NA INFÂNCIA 1 - 20 de outubro de 2017. Foram cumpridos 157 mandados de busca e apreensão de computadores e arquivos digitais. Foram presas 108 pessoas.

LUZ NA INFÂNCIA 2 - 17 de maio de 2018. As Polícias Civis dos Estados cumpriram 579 mandados de busca, resultando na prisão de 251 pessoas.

LUZ NA INFÂNCIA 3 - 22 de novembro de 2018. Operação deflagrada no Brasil e na Argentina com o cumprimento de 110 mandados de busca, resultando na prisão de 46 pessoas.

LUZ NA INFÂNCIA 4 – 28 de março de 2019. Operação deflagrada em 26 estados e no Distrito Federal resultou no cumprimento de 266 mandados e 141 pessoas presas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário