quarta-feira, 10 de junho de 2020

Mosaicos darão tom artístico à Escadaria de Mãe Luíza

foto:Alex Regis 
Um dos espaços públicos mais recentes e disputados da cidade vai ganhar novos contornos, após uma ampla intervenção artística que promete dar uma dinâmica visual diferente à Escadaria de Mãe Luiza, como é conhecido o Portal do Sol Klebson Nascimento, na Zona Leste. A Secretaria Municipal de Cultura já iniciou o planejamento para a instalação de mosaicos nos seus pórticos e degraus que compõem o local. O anteprojeto elaborado – e entregue pelos mosaicistas Gildeci Pereira, Liana Diógenes, João Batista de Lima, Rosângela Rocha e Wendell Eduardo – está agora sob a análise da equipe diretiva da Secult.

O projeto da escadaria de Mãe Luíza terá produção de 133 espelhos dos degraus de 0,15m de altura por 4m de largura, com dois arcos medindo 30 m² de área a serem revestidos. A obra tem previsão de três meses para conclusão. Temas como as Águas Vivas, Golfinhos, Estrelas-do-mar, Cavalos Marinho, Peixes litorâneos estão entre os escolhidos. O mosaico é um trabalho feito com pedras estilhaçadas ou roladas, pastilhas e cerâmicas estilhaçadas ou riscadas e cortadas.

A matéria-prima é de grande resistência e durabilidade. Os materiais vítreos são produzidos pela indústria para resistir ao efeito erosivo e manter a durabilidade das cores, servindo também como proteção para as áreas revestidas. Então, além da beleza e durabilidade, esta modalidade ainda tem a função de impermeabilizar os espaços onde são fixadas.

“Estamos analisando o anteprojeto apresentado pelos artistas. Será um marco na cidade e faz parte da política pública de intervenção artística com arte urbana para requalificar os espaços da cidade”, afirma o secretário Dácio Galvão, lembrando que a gestão municipal tem executado um amplo trabalho nesse sentido.

Através do grafite, diversos espaços da capital potiguar receberam intervenções no campo das artes visuais e a população aprovou as iniciativas. São exemplos de destaque os trabalhos executados no Beco da Lama, Espaço Cultural Ruy Pereira, Antiga Travessa Pax (Espaço K-chimbinho), outros murais nos bairros da Ribeira, Guarapes, Areia Preta, Nordeste e Candelária.

“Investimos fortemente nessas intervenções artísticas que agradaram em cheio aos moradores dos locais beneficiados. A Prefeitura tem buscado democratizar cada vez mais o acesso à cultura em todas as suas formas, gêneros e manifestações. É um compromisso nosso de valorizar, fomentar e promover o artista local, abrindo espaço e incentivando a produção local. Estamos em um momento difícil, mas precisamos seguir em frente, pois a cultura é fundamental em tempos como esse”, destaca o titular da Secult.

Nenhum comentário:

Postar um comentário