quinta-feira, 16 de julho de 2020

Assembleia põe 108 servidores em licença-prêmio ex-ofício

Ex-oficio 
Tem funcionário no legislativo estadual “fumando cacimbo numa quenga”. O motivo foi a intempestiva decisão de Augusto Carlos Viveiros, Diretor-Geral da Casa, em colocar ex-oficio 108 servidores em licença-prêmio. 

Pecúnia 
A justificativa oficial de Viveiros foi uma resolução do parlamento que determina a disposição imediata dos que fazem jus à licença, considerando a pandemia do coronavírus. 
A bem da verdade, a Assembleia Legislativa quer evitar que o direito se transforme em pecúnia, como vinha ocorrendo em outros poderes do Estado. Além, é claro, aposentar os servidores antigos para abrir brecha a outros novos.
Tribuna do Norte, 16 de junho

Nenhum comentário:

Postar um comentário