terça-feira, 25 de agosto de 2020

Confederação dos Municípios teme adiamento do Censo 2020

FPM em queda livre 
A Confederação Nacional de Municípios (CNM) demonstrou preocupação com a transferência da aplicação do Censo Demográfico de 2020 para 2022, em decorrência do remanejamento de orçamento. 
A entidade alega as graves consequência para os municípios brasileiros já que o cálculo do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) é decidido sobre o número de habitantes de cada cidade. 
Confederação de Municípios pede fiscalização nos preços dos medicamentos para Covid-19
Além de basear as transferências de inúmeros programas federais.
A CNM teme que manter os dados atuais por mais dois anos acabará implicando em queda de arrecadação para os municípios já castigados pela pandemia. 

Retratos do Brasil
Para a entidade, o Censo é a mais importante radiografia do Brasil, e os indicadores demográficos e socioeconômicos produzidos orientam investimentos e subsidiam políticas implementadas pelas três esferas de governo.
Tribuna do Norte, 25 de agosto

Nenhum comentário:

Postar um comentário