terça-feira, 11 de agosto de 2020

Polêmica após anúncio da vacina russa

Produção da primeira vacina do mundo contra COVID-19 na Rússia
Logo após anunciar que a Rússia havia fabricado a primeira vacina contra Sar-Cov-19 (Sputinik 5), o presidente Vladimir Putin sem querer colocou seu país em uma discussão científica internacional, por não ter comprovado cumprir a fase 3 do experimento (ensaio em larga escala, com milhares de indivíduos). 
Segundo o site sputniknews, um cientista russo explicou que a vacina foi desenvolvida usando como vetor um coronavírus não patológico aos seres humanos, que recebeu uma parte do SarCov-19. A imunidade foi verificada para os dos coronavírus na própria equipe de pesquisadores e em militares russos.
Hoje, o Governo do Paraná disse que vai assinar convênio com os russos para a fabricação da vacina. 
No entanto, a Anvisa afirmou que só vai conceder o registro para a vacina russa se houver comprovação científica, o que até agora não ocorreu.
Gerou-se então a polêmica.
Vamos aguardar os próximos capítulos.
Leia também:
Putin: Russia desenvolveu a primeira vacina contra coronavirus

Nenhum comentário:

Postar um comentário