terça-feira, 11 de agosto de 2020

Programa oferece terapias alternativas a profissionais da saúde  

Desde o início da pandemia do novo coronavírus em Natal, os profissionais que atuam na rede pública municipal de saúde têm sido muito exigidos. Para amenizar essa exaustão em virtude da intensidade necessária nos cuidados com os pacientes, a Prefeitura de Natal iniciou as atividades do programa “Acolhendo quem acolhe”. O projeto oferta serviços terapêuticos para profissionais de saúde que atuam no Hospital de Campanha de Natal, dentre eles  auriculoterapia, massoterapia, relaxamento, reflexologia (trabalho com os pés), acupuntura, aromoterapia, massagem e ventosa. 


O “Acolhendo quem Acolhe” promove um dia de relaxamento e de cuidados direcionados à saúde mental, bem-estar físico e emocional de servidores públicos da saúde. Nas primeiras 48 horas de implementação do projeto no Hospital de Campanha, foram atendidos 60 profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, nutricionistas, maqueiros, auxiliares de cozinha. O serviço também será levado aos profissionais do Hospital Municipal Doutor Newton Azevedo. 

Os trabalhos terapêuticos são executados pela equipe do Centro de Referência em Práticas Integrativas e Complementares da Prefeitura do Natal (Cerpic), vinculado à Secretaria Municipal de Saúde. A ideia do projeto é promover saúde e bem-estar com consciência e responsabilidade, valorizar a vida e incentivar o autocuidado.


As práticas integrativas e complementares (PIC) contemplam sistemas médicos complexos e recursos terapêuticos, todos eles reconhecidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS) de medicina tradicional e complementar/alternativa. “Trabalhando em um ambiente onde há muita tensão, risco, responsabilidade, zero possibilidade de erros, afastamento da família e amigos, muitos profissionais da saúde acabaram adquirindo algum tipo de transtorno físico e psíquico. O ‘Acolhendo quem acolhe’ oferece uma abordagem diferenciada, oferecendo tratamentos alternativos e neste primeiro momento foi muito bem aceito pelos profissionais do HCN”, destaca a diretora do Cerpic, Liene Medeiros. 

Para o secretário municipal de Saúde, George Antunes, essa ação também vai gerar um ganho terapêutico para os pacientes que estão internados no Hospital de Campanha. “Com profissionais em melhores condições, também conseguimos oferecer um tratamento melhor aos nossos pacientes. Não à toa, no último mês atingimos uma taxa de cura de 75,77% no Hospital de Campanha. Ficamos felizes que todo o nosso trabalho esteja produzindo um resultado tão importante”, comemora o titular da SMS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário