Detran

quinta-feira, 26 de novembro de 2020

MPT promove campanha de combate à violência contra a mulher


A cada dois segundos, uma mulher é vítima de violência física ou verbal no país. Campanha convoca sociedade a refletir e reagir diante de violações


Brasília (DF) - Para encorajar a mudança de comportamento e a tomada de atitude diante de situações de desrespeito e violência contra a mulher, o Ministério Público do Trabalho lança campanha nacional de conscientização que ilustra comportamentos inadequados e propõe uma reflexão quanto aos relacionamentos dentro e fora do ambiente de trabalho. 
As publicações serão feitas a partir desta terça-feira, 24 de novembro, nas redes sociais da instituição, em alusão aos 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres, que é promovido anualmente a partir do dia 25 de novembro, Dia Internacional de Combate à Violência contra a Mulher.

Com o slogan “quem sente, não consente”, serão veiculados vídeos idealizados pelo MPT em Santa Maria (RS).

De acordo com o IBGE:
48% dos homens entre 16 e 24 anos acham errado uma mulher sair sozinha com os amigos sem a companhia do marido, namorado ou “ficante”;
76% criticam uma mulher que sai com diferentes homens;
80% afirmam que mulheres não deveriam ficar bêbadas na balada;
27% pensam que a mulher vítima de estupro também tem culpa.
A pesquisa também comprova que, mesmo tendo consciência dos comportamentos inadequados, os homens não sabem o que fazer para melhorar:
60% dos homens dizem que poderiam melhorar sua postura diante das mulheres;
31% dizem que gostariam de não ser machistas, mas não sabem como agir;
45,5% gostariam de se expressar de forma menos dura e agressiva.
A consciência do problema por parte do público masculino abre uma oportunidade para dialogar sobre o tema e incentivar a tomada de atitude diante de uma situação de abuso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário