sexta-feira, 6 de novembro de 2020

TCE conclui processo de Guamaré que tramitava há 13 anos e bloqueia R$8 milhões em bens

Anos e anos... 
Após 13 anos de tramitação, quando foram gerados 43 volumes e realizada uma sessão especial de julgamento, saiu, por fim, o acórdão do processo que desaprovou as contas da prefeitura de Guamaré, de 2006 e parte de 2007, da responsabilidade do ex-prefeito José da Silva Câmara. Entre as irregularidades identificadas consta até o pagamento de despesas com salários e encargos dos atletas do Guamaré Esporte Clube, no valor de R$ 116 mil. 

... até a sentença final 
Os conselheiros do Tribunal de Contas do RN determinaram a aplicação de mais de 30 multas e o dever de ressarcir R$ 8,72 milhões a diversos empresários e empresas. Além disso, foi votada a concessão da medida cautelar de indisponibilidade dos bens dos responsáveis no valor de mais de R$10 milhões. Para o ex-prefeito José da Silva Câmara, a indisponibilidade alcançou a cifra de R$ 8.720.675,31. 

Turismo 
As cidades de Pedra Grande, São Miguel do Gostoso e Touros foram contempladas com o projeto “Criação de Experiência Turística Sustentável”, através de convênio entre a Secretaria de Turismo do RN e o Ministério do Turismo. O projeto busca a conservação do meio ambiente atrelada ao desenvolvimento social e econômico da região, por meio do turismo.
Coluna Rosalie Arruda
Tribuna do Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário