terça-feira, 12 de janeiro de 2021

Governo de SP, sindicato e prefeitura discutem futuro dos trabalhadores da Ford

Uma reunião feita na tarde desta terça-feira (12) entre o Sindicato dos Metalúrgicos, Prefeitura de Taubaté e Governo de São Paulo sobre o encerramento de atividades da Ford na cidade, e as 830 demissões geradas a partir da medida, terminou com uma lista de possibilidades que vão da qualificação dos demitidos à tentativa de negociação com a montadora sobre os termos das demissões.
Segundo o G1 Vale do Paraíba e Região, o sindicato, a entidade expôs a falta de aviso prévio com que as demissões foram anunciadas e reforçou que se posiciona para que as demissões não sejam efetivadas.
O clima entre os funcionários era o de ter havido traição, principalmente porque um acordo assinado no ano passado previa estabilidade no emprego até 31 de dezembro deste ano.
A Prefeitura de Taubaté informou que na reunião o Governo de SP informou que há tratativas com duas empresas interessadas em comprar o espaço que pertence à Ford e que devem visitar a planta nas próximas semanas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário