quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

Encalhe de peixe-boi vivo


Na manhã de  quarta-feira (24), a equipe do Projeto Cetáceos da Costa Branca (PCCB/UERN), foi notificada a respeito de um encalhe de peixe-boi (Tichechus manatus), vivo, na praia de Camapum, município de Macau – RN.

O neonato, ainda com resquícios de cordão umbilical, medindo 125 cm de comprimento total, e com peso de 28,15 kg, foi examinado e estabilizado no local de encalhe, enquanto uma equipe técnica do PCCB/UERN buscava por mais detalhes relacionados ao encalhe, e outra reforçava o monitoramento e buscas na região, na tentativa de encontrar animais adultos próximo a área de encalhe. Uma vez não confirmando a presença de animais adultos nas localidades adjacentes, e em função da condição clínica do espécime, que devido a poucos dias de vida, requer cuidados e tratamentos especializados, o neonato foi encaminhado para o Centro de Reabilitação de Fauna Marinho (PCCB/UERN).

O local de encalhe do neonato de peixe-boi, assim como municípios adjacentes: Diogo Lopes, Galinhos e Guamaré, onde registros de avistamentos vem sendo feitos, mostram-se como área de importância para a conservação da espécie do Brasil.

Reforçamos para não alimentar e não fornecer água aos animais, apenas mantê-los em locais abrigados do sol, fortes ventos e livre de barulhos. O peixe-boi marinho é uma espécie protegida por lei federal e encontra-se ameaçado de extinção no Brasil.

fonte:PCCB-UERN

Nenhum comentário:

Postar um comentário