segunda-feira, 1 de fevereiro de 2021

Rodrigo Maia chora e volta a acusar servidores públicos em seu último discurso como presidente

Ao se despedir da presidência da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia chorou.
Depois, contido, disse que o momento mais desafiador foi o ano passado, ano da pandemia, "em uma semana se construiu um sistema de votação remota onde a Câmara liderou e construiu projetos que garantiram o enfrentamento da pandemia".
A PEC da Guerra foi uma construção desta Casa, disse Maia.
Arthur Lira eleito em primeiro turno presidente da Câmara dos Deputados
Depois, Maia acertou seu alvo preferido durante sua gestão na Câmara, para ele o causador de toda a malfeitoria que o país enfrenta. "A elite do funcionalismo" é concentradora das riquezas que os brasileiros geram todos os anos. Corrigir essas distorções, "esses são os nossos desafios", declarou.
Em instantes saberemos quem será o novo presidente da Câmara dos Deputados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário