Detran

domingo, 4 de abril de 2021

Cientistas apresentam robôs vivos de pele de rã

Robôs vivos
A grande sensação do mundo científico atual chama-se xenobots, ou robôs vivos feitos de células da pele de rã esculpidas à mão. 
O processo de escultura foi feito pelo biólogo Michael Levin a partir de algoritmo de computador da Universidade de Vermont - EUA. 
Os robozinhos, que tem sobrevida de até 90 dias, podem ser usados para o transporte direcionado de medicamentos; limpar resíduos radioativos; ou coletar microplásticos nos oceanos.
Coluna Rosalie Arruda
Tribuna do Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário