Home

Cortes no OGU para o RN
O presidente Bolsonaro passou a tesoura no Orçamento da União para 2021, conforme publicado no DOU desta sexta-feira (23), e o Rio Grande do Norte não ficou de fora. 
Só a Barragem de Oiticica perdeu R$62 milhões, quantia que poderá comprometer sua conclusão. 
Além disso, R$10 milhões a menos para a Reta Tabajara e menos R$2,5 milhões para o Viaduto do Gancho, obras ligadas ao ministério do potiguar Rogério Marinho.

Os coleguinhas veem aí o dedo do ministro Paulo Guedes, meio “arquirrival” de Marinho.

Mais...
Também foram feitas subtrações em recursos para programas e obras no Estado relacionados a Saúde, Educação e Cidadania.

... na capital...
Natal também perdeu. Foram retirados valores que seriam destinados ao Esporte; Desenvolvimento Urbano e Qualificação Viária na Região Metropolitana.

...nas universidades e saúde
A Universidade Federal Rural do Semi-Árido - Ufersa e o Instituto Federal do RN – IFRN sofreram cortes em verbas de custeio. Na pasta da Saúde, foram retirados recursos para Serviços de Assistência Hospitalar e Ambulatorial e, até, para Emergência Internacional do coronavírus. Além da aquisição de equipamentos.

As razões
Bolsonaro justificou os vetos alegando que a mensagem original foi parcialmente modificada no curso da tramitação legislativa. “Para viabilizar a recomposição das dotações necessárias à cobertura das despesas obrigatórias, impõe-se o veto parcial das dotações orçamentárias”.
Com essa decisão, os gestores que estavam contando com os recursos vão precisar fazer novas adequações.
Rosalie Arruda
Tribuna do Norte

Poste um comentário

comente aqui..

Anúncio Publicitário

Banner

Anúncio Publicitário

header ads