quarta-feira, 28 de abril de 2021

TRF-4 revoga prisão preventiva de Eduardo Cunha

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região revogou nesta quarta-feira (28) a prisão do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha
Os magistrados entenderam que o tempo de prisão preventiva havia extrapolado o limite do razoável.
Com a decisão, ele poderá deixar de usar tornozeleira eletrônica, mas seu passaporte seguirá retido.
O ex-presidente da Câmara está preso preventivamente desde outubro de 2016. 
Em março de 2017, Cunha foi condenado a 15 anos e quatro meses de prisão pelo então juiz Sergio Moro, em regime fechado, pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas, em desdobramentos da Operação Lava Jato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário