sexta-feira, 7 de maio de 2021

Estudo confirma origem do Sars-CoV-2 de morcegos para humanos

Um estudo que tem como primeiro autor o brasileiro e bioinformata Denis Jacob Machado, que é também pesquisador de pós-doutorado Universidade da Carolina do Norte em Charlotte (UNCC) confirmou a origem do Sars-CoV-2 a partir de um coronavírus de morcegos, na China.

O trabalho, publicado na revista Cladistics ainda traz um alerta sobre a importância de investigar vírus nesses animais como uma estratégia global de monitoramento de endemias, e não apenas em situações de emergência sanitária.

"Nossas análises filogenéticas apontam consistentemente para o coronavírus RaTG13 hospedado em morcego (número de acesso do NCBI GenBank MN996532) como o táxon irmão do SARS-CoV-2. Este coronavírus hospedado por morcego foi sequenciado de um esfregaço fecal retirado de um morcego Rhinolophus affinis localizado na China.
Essa informação por si só sugere fortemente que o SARS ‐ CoV ‐ 2 se originou na China. Não foram divulgados novos dados que alterassem esse resultado".

Nenhum comentário:

Postar um comentário