terça-feira, 4 de maio de 2021

O cheiro das lembranças

Muito além do que se passa nas redes sociais, as histórias que alimentam a cultura popular brasileira estão na memória de quem, embora antenado com o que fazem as gerações atuais, mantêm o olhar atento ao que fizeram e como viveram as gerações passadas.

É o caso da professora Ivaíta Souza, de extenso currículo na educação do Rio Grande do Norte, e que agora chega com o seu segundo livro, “A flor do Trapiá”. Uma coletânea de contos e crônicas com que a autora resgata as memórias de sua infância em Lagoa de Velhos, Sítio Novo e Barcelona.

As narrativas curtas, em linguagem atraente, rebuscam desde a lembrança recriada de quando nasceu às brincadeiras, à passagem de fases da vida e às dificuldades de quem viveu no campo em condições simples. Tudo com o gosto recolhido das conversas de alpendre. “A flor do Trapiá” traz também a descrição, envolvidas em passagens deliciosas, de personagens marcantes que a menina conheceu. Nenhuma delas, porém, tão rica quanto a avó Titica. Dona Titica, uma mulher rara, de força inquebrantável, capaz de criar nove filhos numa casinha sem reboco no meio de uma mata, iluminada à noite por lamparinas, sem nem assim perder a serenidade e energia para agregar, depois dos filhos criados, uma neta de cinco anos.

É esta neta, Ivaíta Souza, que conta com sensibilidade as histórias daqueles tempos e da avó que, sozinha, mereceria um livro. Mas, isso já seria mesmo outra história. Por agora, vale muito a pena ver o que a autora conta no seu segundo livro de memórias - primeiro foi “Relembranças”.

LANÇAMENTO:
Ante o quadro de pandemia, o lançamento será virtual.

Data: 04 de maio, 19h30



Venda: o livro estará disponível nas livrarias Câmara Cascudo e Cooperativa Cultural da UFRN a partir de 03/05.

Os interessados também podem receber o livro em casa. Contato pelo (84) 98804-9371

Nenhum comentário:

Postar um comentário