Detran

sexta-feira, 9 de julho de 2021

CPI da Pandemia ouve servidor que detectou erros em documentos para compra da Covaxin

A testemunha de hoje, em reunião da CPI da Pandemia marcada para as 9h, é o servidor do Ministério da Saúde Willian Amorim Santana. Ele será ouvido a pedido do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que espera obter mais informações sobre a compra de vacinas produzidas pela empresa indiana Bharat Biotech, representada no Brasil pela Precisa Medicamentos.


Willian Santana é técnico da divisão de Importação do ministério e foi citado na CPI pela fiscal de contratos da pasta Regina Célia Oliveira na terça-feira (6). Em resposta à senadora Simone Tebet (MDB-MS), Regina disse que Willian teria sido o responsável por avisar à Precisa que as invoices (faturas) continham irregularidades.

A testemunha é subordinada no Ministério da Saúde a Luis Ricardo Miranda, irmão do deputado federal Luis Miranda (DEM-DF), que já depôs à comissão e disse que sofreu "pressão atípica" de seus superiores hierárquicos para aprovação rápida da negociação com a Bharat para compra de milhões de doses da vacina Covaxin.

Fonte: Agência Senado

Nenhum comentário:

Postar um comentário