Home

Anúncio Publicitário

header ads
O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, afirmou nesta quarta-feira (7) que tem confiança nas decisões da CPI da Pandemia e não declarou a nulidade da prisão de Roberto Dias, ex-diretor do Departamento de Logística do Ministério da Saúde, decretada pelo presidente da CPI da Pandemia, Omar Aziz (PSD-AM).

Dias pagou fiança e foi solto em seguida.

Ao saber da prisão, Pacheco chegou a declarar que atos praticados pela CPI durante a ordem do dia do Plenário estariam sob pena de nulidade, porque nenhuma comissão pode funcionar ao mesmo tempo que as sessões deliberativas da Casa, mas resolveu manter a decisão de Aziz.

Poste um comentário

comente aqui..

Anúncio Publicitário

Moura

Anúncio Publicitário

GOV RN