Home

Anúncio Publicitário

header ads
Dinheiro quase no bolso
Assim decidiu o Tribunal de Contas do RN. 
A atualização da parcela variável que compõe os vencimentos dos auditores-fiscais do RN não constitui um reajuste de remuneração e pode ser efetivada pelo Governo do Estado. 
A Corte de Contas considerou que a medida não fere a Lei Complementar Federal que estabelece medidas de combate aos efeitos da pandemia de coronavírus e impede reajustes até dezembro de 2021.
Coluna Rosalie Arruda
Tribuna do Norte

Poste um comentário

comente aqui..

Anúncio Publicitário

Moura

Anúncio Publicitário

GOV RN