Home

O senador da República Jean Paul Prates (PT/RN) vinha evitando se pronunciar sobre as eleições de 2022 desde o dia 2 de fevereiro, quando soltou uma nota oficial criticando a possibilidade do PT fechar aliança com “um candidato que irá nos trair em breve”, diz o trecho final do comunicado.

O parlamentar nem precisou dizer o nome do alvo. Para quem acompanha o cenário político, estava claro que o texto duro era um recado direto para Carlos Eduardo Alves (PDT), derrotado no 2º turno por Fátima Bezerra, na eleição para o Governo do Estado.Não por acaso, três depois, em entrevista à imprensa local, o ex-prefeito de Natal revelou que estavam adiantadas as conversas com o PT para que fosse ele o candidato ao Senado na aliança. Apesar das costuras e conversas de bastidores confirmadas pelo chefe da Casa Civil Raimundo Alves, ninguém ainda confirmou que a chapa está fechada.

Nesta entrevista exclusiva à agência Saiba Mais, o senador Jean Paul mostra que está vivo e em busca de espaço e apoio no PT para tentar viabilizar a própria candidatura à reeleição em outubro de 2022:


Confira a entrevista:


Agência Saiba Mais: Senador, como o senhor tem acompanhado as movimentações sobre a formação da chapa majoritária que o PT pretende apresentar à sociedade para reeleger Fátima governadora ?


Jean Paul Prates: Neste momento estou muito empenhado na tarefa de aprovar os projetos que podem dar um pouco mais de tranquilidade a milhões de brasileiros e ajudar a frear a inflação descontrolada que Paulo Guedes se recusa a administrar. Baixar os preços do gás de cozinha, diesel e gasolina não é tarefa fácil. Nós temos a solução, mas isso tem nos absorvido em conversas e negociações constantes com os líderes partidários e com os presidentes do Senado e da Câmara.

Mesmo assim, volta e meia, vejo pronunciamentos de algumas pessoas externando suas posições e suas teses a respeito das eleições que se aproximam. Essas falas são legítimas, mas às vezes a imprensa dá importância demais a quem não tem autoridade nem delegação para falar sobre o tema. Temos tempo para decidir sobre isso e quem vai anunciar algo definitivo é Fátima Bezerra. As negociações estão sendo conduzidas pela governadora desde sempre e, recentemente, o PT editou resolução ratificando a autoridade dela nesse processo e definindo que as articulações serão feitas em conjunto com a Diretoria Executiva Estadual. O resto é só palpite e opinião e muitas vezes cheios de interesses por detrás!

Poste um comentário

comente aqui..

Anúncio Publicitário

header ads

Anúncio Publicitário

Banner