Home

O prefeito Álvaro Dias acompanhou nesta quarta-feira (9) a agenda do presidente Jair Bolsonaro na região Seridó, composta de visita às obras da Barragem de Oiticica, em Jucurutu, e do evento em Jardim de Piranhas que marcou a chegada das águas do rio São Francisco ao Rio Grande do Norte. A cerimônia teve também as presenças do ministro da Integração Regional, Rogério Marinho (cuja pasta é responsável pelas duas obras), de outros ministros, parlamentares federais e estaduais do RN, prefeitos potiguares e outras autoridades.

O prefeito de Natal exaltou as duas obras e definiu a integração do rio São Francisco como “a maior obra que o governo federal poderia fazer para o povo nordestino”. “É uma realização que vai perenizar vários rios, inclusive o rio Piranhas-Açu, e consolidar a Barragem de Oiticica, que emancipará hidricamente os 28 municípios da região Seridó”, destacou Álvaro Dias.

Ele lembrou que, em períodos de seca, os seridoenses e o povo sertanejo dependiam exclusivamente de carros-pipa para o seu abastecimento e que, com a chegada das águas do Velho Chico ao RN, “isto nunca mais vai acontecer”. “Trata-se de uma obra monumental, que, juntamente com a Barragem de Oiticica, com a integração das bacias e a distribuição de águas com as adutoras, merece o aplauso de todos os cidadãos e está acima de diferenças políticas. Só quem sabe a importância dessa obra é quem nasceu no semi-árido e sofreu com a seca”, completou ele.

O presidente Jair Bolsonaro pontuou que a integração do São Francisco representa “independência” para o povo nordestino, em termos de abastecimento de água. “Das obras que encontramos paradas no início do nosso governo, determinei que a principal a ser concluída é a transposição, porque água é vida. E missão dada é missão cumprida”, emendou o presidente.

A construção dos eixos Leste e Norte do rio São Francisco demandou cerca de R$ 3,5 bilhões, em recursos investidos pelo governo federal desde 2019.

A integração do rio São Francisco faz parte de um conjunto de obras que vão garantir segurança hídrica aos potiguares. Dentre esses projetos, está a construção do Ramal do Apodi, já em andamento. O Sistema Seridó atualmente está em fase de estudos e com projeto em desenvolvimento. Quando todas as obras complementares estiverem concluídas, mais de 16,47 milhões de brasileiros, de 565 municípios do RN e de outros seis estados nordestinos, serão beneficiados pelas águas do Rio São Francisco. Serão aproximadamente 3 mil quilômetros de canais e adutoras em benefício do semiárido nordestino.

"Não medimos esforços para resolver problemas que encontramos em 2019, corrigir erros estruturais, recuperar e retomar as obras. E hoje podemos dizer que 100% dos dois eixos (Norte e Leste) estão operacionais e que as águas do São Francisco finalmente chegaram aonde já deveriam estar há muito tempo”, celebrou o ministro Rogério Marinho, lembrando que há mais de 100 anos, desde Dom Pedro 2º, havia debates de propostas em torno do projeto.

Oiticica
A agenda do presidente Jair Bolsonaro e do prefeito Álvaro Dias na região Seridó começou por Jucurutu. Antes de comandar a solenidade de Jardim de Piranhas que marcou a chegada das águas do São Francisco, Bolsonaro e parte de sua comitiva vistoriaram as obras da Barragem de Oiticica.

Com projeto em andamento desde 1952, a Barragem de Oiticica é a porta de entrada do São Francisco no Rio Grande do Norte. A estrutura está em sua fase final de construção e vai garantir o abastecimento de 330 mil pessoas em oito cidade potiguares. Desde 2019, cerca de R$ 300 milhões foram disponibilizados pelo governo federal para realização da obra. Ainda durante a visita a Oiticica, o presidente deu a ordem de serviço para a segunda etapa de obra de pavimentação em Jucurutu, interligando a sede do município ao distrito de Serra de João do Vale. O investimento é de R$ 6,9 milhões.

Poste um comentário

comente aqui..

Anúncio Publicitário

Banner