Home

Covid e Justiça
A Vara do Trabalho de Assú (RN) condenou a Expresso Guanabara Ltda. a pagar uma indenização por danos morais, no valor de R$ 438 mil, a familiares e ao espólio de motorista que morreu devido à contaminação pelo vírus da Covid-19.

A juíza Maria Rita Manzarra de Moura Garcia entendeu que existiu uma grande probabilidade de o motorista ter tido contato com o vírus no serviço.

Veja mais detalhes aqui.

Poste um comentário

comente aqui..

Anúncio Publicitário

header ads

Anúncio Publicitário

Banner