Home

O recolhimento dos tributos estaduais totalizou R$ 593 milhões em fevereiro. Esse volume é 1,6% maior que o arrecadado no mesmo mês do ano passado, quando o Rio Grande do Norte somou uma arrecadação de R$ 583 milhões. 

Apesar de representar um aumento, o resultado da arrecadação dos três tributos, que compõem as receitas próprias do estado, em fevereiro é inferior ao total recolhido em janeiro, que foi da ordem de R$ 675 milhões. 

É a primeira vez, desde o segundo semestre de 2021, que o Rio Grande do Norte apresenta arrecadação inferior a R$ 600 milhões. No bimestre, o estado acumula um total de R$ 1,26 bilhão.

O Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual, Intermunicipal e de Comunicação (ICMS) foi o maior responsável pela arrecadação do período. No mês passado, esse tributo contribuiu com uma receita de R$ 568 milhões, o que representa alta de um ponto e meio percentual no comparativo com fevereiro do ano passado.

Já o recolhimento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) registrou alta de 2,9% em relação ao segundo mês de 2021, totalizando o volume de R$ 23 milhões, que somado às receitas geradas pelo recolhimento do Imposto sobre a Transmissão Causa Mortis e Doação de Quaisquer Bens ou Direitos (ICTD) fecha a arrecadação total do RN.

Os números foram divulgados, nesta terça-feira (15), pela Secretaria Estadual de Tributação (SET-RN) e integram a 28ª edição do Boletim de Atividades Econômicas do RN, que traz os indicadores econômicos do Rio Grande do Norte no segundo mês do ano. 

O informativo já está disponível para consulta ou download no site www.set.rn.gov.br/

Poste um comentário

comente aqui..

Anúncio Publicitário

Banner