Home

O procurador-chefe do Tribunal Penal Internacional (Tribunal de Haia), Karim Khan, vai "imediatamente" proceder a "ativamente" investigar crimes de guerra contra a Rússia após o encaminhamento de 39 países, incluindo Espanha, França, Alemanha, Reino Unido e Itália. "As investigações do meu escritório serão realizadas de forma objetiva e independente, com total respeito ao princípio da complementaridade. Ao fazê-lo, permaneceremos focados em nosso objetivo central: garantir a responsabilização por crimes que se enquadram na jurisdição do TPI", disse Khan. em um comunicado.

Além disso, reiterou seu apelo a "todos aqueles que participam das hostilidades na Ucrânia" a aderirem "estritamente" ao Direito Internacional Humanitário e enfatizou que buscará "a colaboração e contribuições de todos os Estados para atender à necessidade de recursos adicional" no contexto do conflito na Ucrânia.

Fonte:
Europa Press

Poste um comentário

comente aqui..

Anúncio Publicitário

Banner