Home

Dois pesos pesados da política nacional, o ex-prefeito de Salvador e secretário-geral do União Brasil, ACM Neto, e o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (União), vão pedir a desfiliação do ex-ministro Sérgio Moro (União) do partido, caso ele insista em ser candidato a presidência da república.

Hoje, à tarde, o ex-juiz disse que "não desistiu de nada", indicando que poderia se candidatar ao cargo. Porém, segundo nota divulgada pelo partido, a filiação de Moro não pode ter condicionantes.

A avaliação é que ter o ex-ministro como candidato ao Planalto atrapalharia a eleição para governadores, senadores e deputados. Caiado e ACM serão candidatos em Goiás e Bahia.

Poste um comentário

comente aqui..

Anúncio Publicitário

Banner

Anúncio Publicitário

header ads