Home

Uma hora é pouco...
O deputado Galeno Torquato (PSDB) anda insatisfeito com o regimento interno da Assembleia Legislativa, notadamente no quesito prazo para pedido de vista.

Segundo ele, a redação atual estabelece o mesmo prazo para análise de projetos pelos ritos de urgência constitucional e regimental. “Ora, tendo em conta o prazo de 10 dias para exame de cada comissão permanente às proposições em regime de urgência constitucional, resta incompatível o prazo de 1 hora para avaliação do parlamentar que pretender exercer o direito ao pedido de vista”.

Galeno propõe 3 dias, quando em regime de tramitação ordinária e de urgência constitucional.
Coluna Rosalie Arruda

Poste um comentário

comente aqui..

Anúncio Publicitário

Banner

Anúncio Publicitário

header ads